quarta-feira, 10 de abril de 2019

Histórico do Município de Parobé/RS


"A cidade de Parobé situa-se na microrregião 309, Zona Colonial da Encosta da Serra Geral, na confluência do Rio dos Sinos e Rio Paranhana.

Distante a 80 km da capital do Estado, Porto Alegre, possui a área de 104 km2 tendo como limites os municípios de Igrejinha, Taquara, Nova Hartz, Sapiranga e Araricá.

A história do nosso município não se escreve apenas nos últimos 15 anos.

Parobé surgiu em meados do século passado, resultado do desmembramento de duas fazendas: a Fazenda Pires e a Fazenda Martins. Integrada ao projeto de colonização e povoamento da região, recebeu imigrantes alemães a partir de 1846.

Como nessa época toda a comunicação e transporte eram feitos por vias fluviais, a localidade adquiriu uma posição estratégica junto ao Rio dos Sinos e Paranhana.

O Porto de Santa Cristina do Pinhal desempenhou um papel importante no desenvolvimento de toda a região.

Ao iniciar-se o século com a extensão da estrada de ferro ligando Novo Hamburgo a Canela, novamente a Vila de Parobé foi privilegiada, porque em torno da estação, surgiu o povoado que homenageia o engenheiro João Pereira Parobé, responsável pela obra.

Uma pequena ila com a produção voltada para a agricultura e pecuária, a partir de 1940, viu surgir, no lugar de tafonas e tambos de leite, as primeiras indústrias de calçados e a de massa e bolachas.

No ano de 1981, a Assembleia Legislativa aprovou o plebiscito pró-emancipação de Parobé, que foi realizado em 28 de março de 1982, sendo que 91% dos eleitores foram favoráveis a emancipação de Parobé.

Em novembro de 1982, foi eleito o primeiro prefeito e vereadores, que assumiram em 1983, estabelecendo-se a primeira legislatura, completando-se assim o processo de emancipação.

Desde então a cidade cresceu com base na indústria calçadista.

A indústria de calçados foi responsável pelo grande crescimento que a cidade conheceu, já na década de 40, e que perdura até hoje.

A primeira fábrica de calçados estabeleceu-se em Parobé no ano de 1942."

Fonte: ATLÂNTICO (RS), 07 de Dezembro de 1998, pág. 07

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...