terça-feira, 22 de outubro de 2019

O quadrilheiro do Taim


"RIO GRANDE

3 de janeiro:

- Ao Commercial communicam a noticia da prisão do oriental conhecido pelo nome de José Rodrigues, chefe da quadrilha de bandidos organisada em Tahim e que assassinou o cidadão Quintiliano José da Silva.

A prisão foi feita pelo delegado de Santa Victoria, á requisição da autoridade oriental na porteira do Chuhy, visto ser José Rodrigues autor de varios assassinatos e roubos perpetrados na republica do Uruguay.

José Rodrigues é um nome supposto - seu verdadeiro nome é Tiburcio Biracochea.

Devido ao assassinato de Quintiliano é que, ha pouco tempo, seguio até Santa Victoria o dr. chefe de policia, que, se bem nos recordamos, declarou serem infundadas as accusações que pesavam sobre o tal famoso quadrilheiro e seus criminosos auxiliares.

Foi mais activa a autoridade da republica, conseguindo pôr sob a acção da justiça o intitulado João Rodrigues.

Cousas que implicam com a fôrma... de governo."

Fonte: A FEDERAÇÃO (Porto Alegre/RS), 05 de janeiro de 1885, pág. 01, col. 05

domingo, 20 de outubro de 2019

História do Município de Vista Alegre do Prata/RS


"O primeiro nome de Vista Alegre do Prata foi Alexandre de Gusmão e depois foi substituído por Augusto Severo. Com a vinda de colonos italianos, veio a alegria tradicional deste povo, que resolveu dar um nome de acordo com seus sentimentos, daí originou-se o nome VISTA ALEGRE, que pelo fato de sua emancipação, e já existir outro município com o nome de Vista Alegre, passou a denominar-se VISTA ALEGRE DO PRATA.

Em 1882, famílias de colonos italianos foram enviados à Protásio Alves pelo Governo Provincial, através dos chefes da colonização com sede em Antônio Prado e Alfredo Chaves, para ocuparem as terras da região a fim de cultivarem o solo. Muitas famílias originárias da Itália, outras eram migrantes das colônias próximas.

Com a divisão dos lotes pertencentes a Alfredo Chaves (Veranópolis), longe do comércio, desprovido de estradas e sem qualquer tipo de comunicação, Vista Alegre teve seu desenvolvimento vagaroso.

Os principais imigrantes italianos que ocuparam estas terras chamavam-se Angelo Raffo, Antônio Bidese e Miguel Dalla Costa. Posteriormente, vieram os poloneses: Grzebielukas, Modelski, Koakoski e Petrykoski.

Em Vista Alegre do Prata foi erguida a primeira capela de madeira da atual paróquia de São José pertencente a diocese de Caxias do Sul.

A primeira escola na cidade foi inaugurada em 1915, e em 23/06/1937 passou a chamar-se Monsenhor Peres, hoje Escola Estadual de 1o. e 2o. Graus Monsenhor Peres.

Em 1965, houve a primeira tentativa de emancipação, porém não foi possível concretizá-la. Em 1987 reiniciou-se o movimento emancipacionista, desta vez culminando com a realização do sonho de ser município. No dia 10/04/1988, realizou-se o plebiscito onde SIM venceu por maioria absoluta. Em 09/05/1988, através da Lei Estadual no. 8611 é criado o município de VISTA ALEGRE DO PRATA."

Fonte: ATLÂNTICO (RS), 07 de Dezembro de 1998, pág. 06

sexta-feira, 18 de outubro de 2019

Linchamento em Rio Bonito


"SCENAS DE SANGUE

Na villa do Rio Bonito, um grupo de duzentas pessoas, armadas de facas, punhaes e revólvers, assaltou a cadêa e assassinou tres escravos, presos como indigitados autores do assassinato do fazendeiro major José Martins da Fonseca Portella, que ha cerca de dois mezes teve lugar na freguezia da Boa Esperança, no mesmo municipio.

<<Dois presos que estavam na cadêa, diz a Gazeta de Noticias, na occasião do assalto, ficaram gravemente feridos.

<<A força que se achava guardando a cadêa, reconhecendo a impossibilidade de reprimir a invasão, retirou-se.

<<Os assaltantes, depois de se apoderarem de sua victimas, arrastaram-as para a rua e trucidaram-as barbaramente.

<<Este facto pôz a população do lugar em grande sobresalto.

<<Logo que chegou ao conhecimento do presidente da província o que se passou, s. ex. fez seguir para aquella villa, em trem expresso, ás 10 horas da manhã, uma força de 30 praças commandadas pelo alferes João de Souza Guimarães.>>

Como cabeças d'essa scena de atroz selvageria, já estão presos Antonio Raymundo, José Pires, Paulino, filho do fazendeiro Fonseca Portella, Antonio Gallinheiro e Antonio Cotrim."

Fonte: A FEDERAÇÃO (Porto Alegre/RS), 03 de Janeiro de 1885, pág. 01, col. 03

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

Barão de Aceguá


"Barão de Asseguá

Morreu hontem em Jaguarão, segundo consta de telegramma ao commando do districto, o brigadeiro honorario Astrogildo Pereira da Costa, barão de Asseguá.

O brigadeiro Astrogildo estava commandando a guarnição e fronteira de Jaguarão, a despeito das leis em vigor.

O morto foi no tempo da guerra do Paraguay respeitado pelo seu valor, mas o nome adquirido n'aquella campanha o valente guerrilheiro empanou-o completamente nos ultimos tempos, manchando os seus galões de honorario no convivio com os bandidos Gomercindo Saraiva, Juvencio Pereira e outros, que fizera seus aliados.

Na revolução de novembro do anno passado, o brigadeiro Astrogildo foi um dos collaboradores na obra nefanda da destruição da legalidade no Estado.

Com elle desapparece um dos derradeiros exemplares dos antigos mandões de aldeia, uma das figuras typicas dos velhos caudilhos."

A FEDERAÇÃO (Porto Alegre/RS), 20 de Janeiro de 1892, pág. 01, col. 05
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...