terça-feira, 6 de junho de 2006

Requerimento a Dom João VI

O fato mais notável deste documento é sua data e sua menção a Capão do Leão. De todas as fontes que pesquisei, é o registro mais antigo sobre Capão do Leão, no caso, o nome. Sua importância reside em apontar indícios que a Localidade já "era" no século XIX e não teria surgido durante este período, mas no século anterior (século XVIII). Como as informações são escassas, o que coloquei anteriormente é uma suposição.
Abaixo a transcrição do documento que data de 12 de outubro de 1809 e que, trata do pedido da criação de uma freguesia à margem ocidental do Sangradouro da Mirim (canal São Gonçalo). No caso, sem mistérios, é o pedido que marcará o surgimento da Freguesia de São Francisco de Paula (atual município de Pelotas).

" (...) os moradores da freguesia de São Pedro do Rio Grande do Sul que vivem do lado setentrional do sangradouro da lagoa Mirim, representam à V.A.R. que experimentam um grave incômodo pela dificuldade da passagem do dito sangradouro, e condução dos efeitos que produz aquelas extensas campanhas por muitos pantanos que há de um e de outro lado do caudaloso sangradouro e ainda para receberem os sacramentos na sua matriz por se estender a freguesia por mais de cincoenta léguas tudo povoado de inumerável povo, e muitas fazendas de toda a espécie de gado e lavouras, que progressivamente vão multiplicando (...) havendo V.A.R. por bem mandar erigir uma freguesia na costa de lagoa denominada dos Patos, no lugar chamado Capão do Leão da fazenda de Pelotas (...)."

In: Documento do Arquivo Nacional datado de 12 de outubro de 1809 (Cópia do original), reproduzido por: MOREIRA, Angelo Pires. Pelotas na Tarca do Tempo (primeiros tempos e freguesia). Pelotas: s/ed., 1989, volume II, pp. 46-47; citado e reproduzido: ARRIADA, Eduardo. Pelotas: Gênese e Desenvolvimento Urbano. Pelotas: Armazém Literário, 1994, p. 87
Convém esclarecer que:
* Na época, o príncipe-regente de Portugal, Dom João VI, estava no Brasil desde 1808 e, aqui permaneceu até 1820, por isso V.A.R., quer dizer "Vossa Alteza Real".
* O fato de solicitar a instalação da freguesia no Capão do Leão, muito provavelmente explica-se pela existência da capela de Sant'Ana nas terras do Padre Doutor Pedro Pereira Fernandes de Mesquita. Freguesia é uma comunidade atendida por um padre permanentemente e que possui um templo religioso na própria área.

2 comentários:

Arthur Victoria Silva disse...

Fantástico! Será que esta não é a carta escrita pelo Padre Doutor e levada pelo Padre Felício ao Rio de Janeiro??? Grande descoberta. Isto prova que o Capão do Leão surgiu com o Padre Doutor.

Ana Maria Victoria Silva disse...

Parabéns Prof Joaquim, tuas descobertas juntamente com as do Arthur estão revelando que Capão do Leão é bem mais antigo do que pensávamos e que carrega uma história que deve orgulhar a todos nós leonenses. Também devo agradecer a ambos, por reunir, divulgar e dividirem conosco estes "achados" maravilhosos. Sei que os bloogs de vocês são visitados por muitos internautas que, de alguma maneira estão ligados ao Capão do Leão. Continuem pois, pq vocês só fazem aumentar a auto-estima dos leonenses. Um abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...